Sabesp comemora o mês do Meio Ambiente em ação com Indesc e Niplan Engenharia Sabesp comemora o mês do Meio Ambiente em ação com Indesc e Niplan Engenharia
Projeto visa incentivar os jovens para a sustentabilidade e ações de voluntariado Juntar esforços para promover mudanças: este é o objetivo do Projeto Aprendendo... Sabesp comemora o mês do Meio Ambiente em ação com Indesc e Niplan Engenharia

Projeto visa incentivar os jovens para a sustentabilidade e ações de voluntariado

Juntar esforços para promover mudanças: este é o objetivo do Projeto Aprendendo o Verde, que realizou uma atividade de sensibilização, plantio de árvores e oficinas de horta de tempero com os alunos da EMEF Calógeras, localizada em São Paulo-SP, no dia 05 de junho. Idealizado pela SABESP, o evento contou com a parceria do INDESC e da Niplan Engenharia. “As três instituições se uniram por um ideal comum, que é o de motivar a nova geração para ter pensamentos e ações mais sustentáveis”, afirma Patrícia Goularth, técnica de gestão da equipe de Responsabilidade Socioambiental da Unidade de Produção de Água – MA – da Sabesp.

O evento contou com a participação de 38 voluntários que ajudaram nas atividades de sensibilização, plantio de 34 mudas de árvores nativas, nas oficinas de montagem de vasos de temperos e de hortas em pneus, envolvendo entorno de 220 alunos. Este trabalho também faz parte do Projeto Aprendiz e Estagiário Voluntário da Unidade de Produção de Água – MA da Sabesp. O intuito é motivar jovens Aprendizes e Estagiários para o Voluntariado por meio da capacitação para a elaboração, implementação e gestão de projetos socioambientais com foco nos oito objetivos do milênio.

Estabelecidos pela ONU, os objetivos destacam a importância da educação, da igualdade, da erradicação da fome, da redução da mortalidade infantil, dentre outras questões enfrentadas por diversos países, inclusive em relação ao respeito ao meio ambiente. Na mesma direção, o INDESC se dedica para mostrar a importância de pequenas soluções para produção de hortaliças, que podem ser viáveis em qualquer espaço.

“A educação é o que pode auxiliar para despertar a consciência sobre o cuidado que temos que ter com os recursos naturais para que eles possam se manter por um longo período”, esclarece Luiz Gonzaga Silva Nascimento, presidente do INDESC, que acredita que a escola é um espaço de aprendizado, onde as crianças e jovens podem ter contato com o novo, como a nova tendência em relação a construção de hortas. “É uma oportunidade de aprender que é possível se alimentar bem, de forma nutritiva, com recursos simples e viáveis, que eles podem ter no próprio quintal”, enfatiza.

Aline Plentz, profissional de meio ambiente corporativo na Niplan Engenharia, acredita que as crianças são o nosso futuro. “Precisamos começar essa educação a partir delas e resgatar valores perdidos, como o contato com a terra e o cuidado com a natureza”, destaca. Para isso, a Niplan esteve presente representada por 14 pessoas, dentre elas, dez colaboradores que ocupam cargos em departamentos distintos dentro da empresa. “Nossa ideia é tirá-los da zona de conforto para que eles também possam se tornar multiplicadores de um ideal, reconhecendo a importância do trabalho voluntário e assumindo uma posição de semeadores dentro da comunidade”, enfatiza Aline. Além da ação realizada na EMEF Calógeras, a Niplan Engenharia esteve com a mesma ação ocorrendo simultaneamente em todos os seus empreendimentos em todo Brasil.

Hilário Hideo Kawaguti, gerente do Departamento da Manutenção da Adução da Metropolitana, Sabesp, falou sobre a importância do evento e da temática ambiental no momento atual com seca e queda do nível de água no Sistema Cantareira. Também falou sobre a importância do Projeto Aprendiz e Estagiário Voluntário para os jovens dizendo que “não só precisamos deixar um planeta para as futuras gerações, mas também deixar as futuras gerações preparadas para cuidar do planeta.”

Neste mês, comemora-se o Dia Mundial do Meio Ambiente, mas desde dezembro do ano passado a Sabesp vem trabalhando na elaboração de projetos socioambientais. “Os projetos foram definidos a partir de critérios bem específicos, contemplando ações de voluntariado e priorizando o impacto transformador na comunidade.”, destaca Patrícia Goularth.

O projeto Aprendiz e Estagiário Voluntário possibilitam o aproveitamento da energia e estimula a criatividade dos jovens, desenvolvendo valores como solidariedade e cidadania. “Isso proporciona um aprendizado não apenas teórico, mas também prático e agrega valor ao currículo profissional”, explica Patrícia. Para falar sobre esses valores, Caetano Becari, ecologista que tem 90 anos, realizou uma palestra especial no dia do evento. Ele soma mais de mil árvores plantadas na cidade de São Paulo. A experiência de vida dele mostra que os jovens têm uma grande responsabilidade e também uma longa estrada pela frente. “Se sempre houver grupos que possam se reunir em prol de ações como a que estamos fazendo hoje, é possível evitar ou minimizar muitos prejuízos ambientais no futuro!”.

Luiz Gonzaga, presidente do INDESC, e Caetano Becari inauguram o plantio de 34 árvores

Luiz Gonzaga, presidente do INDESC, e Caetano Becari inauguram o plantio de 34 árvores

 

Patrícia Goularth da Sabesp ao lado dos alunos, que levaram as mudas para plantar no quintal de casa

Patrícia Goularth da Sabesp ao lado dos alunos, que levaram as mudas para plantar no quintal de casa

 

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *