Em clima de arraiá, Bom Prato Jundiaí comemorou o Dia de São João Em clima de arraiá, Bom Prato Jundiaí comemorou o Dia de São João
A decoração estava digna de um arraiá para as festas juninas, com bandeirinhas colorindo o salão, enfeites nas mesas, músicas típicas e a equipe... Em clima de arraiá, Bom Prato Jundiaí comemorou o Dia de São João

A decoração estava digna de um arraiá para as festas juninas, com bandeirinhas colorindo o salão, enfeites nas mesas, músicas típicas e a equipe de colaboradores que trabalham no local vestida a caráter. Foi nesse cenário que o Bom Prato de Jundiaí comemorou o Dia de São João, festejado na sexta-feira, 24 de junho.

Desde cedo a fila já era grande de pessoas ávidas em saborear o prato especial composto de uma suculenta coxa de frango caipira com quiabo, acompanhado com arroz, feijão, batata doce, minipão francês, farinha de mandioca, salada de escarola com tomate e milho, suco de frutas vermelhas e paçoca de sobremesa. Tadeu de Souza, aposentado, morador em Vázea Paulista e que este ano irá completar 82 anos em outubro, há 10 anos almoça no Bom Prato. “Estava bom como sempre”, disse ao mesmo tempo em que fez questão de enfatizar que a feijoada é seu prato predileto.

Francisca Aquino Lucas, de 58 anos, é outra frequentadora que viaja de Cabreúva para comer no Bom Prato. “Sempre tenho alguma coisa para fazer em Jundiaí e aproveito para comer aqui, pois a comida é muito boa”, destacou. Independentemente de ter algo para fazer ou não na cidade, Florineza Pinto de Godoi (89 anos), que reside em Franco da Rocha, não perde a oportunidade de se alimentar no Bom Prato. “Venho aqui todos os dias há quase 9 anos e a comida é uma delícia”, enfatizou.

Também os funcionários de empresas e do comércio local engrossam a lista daqueles que buscam uma alimentação balanceada, nutritiva e de valor simbólico (apenas R$1,00). É o caso de Janete Liba, lojista da região que, além de ressaltar todos os requisitos e o atendimento do Bom Prato, destaca que consegue “medir” até a quantidade de alimentos que vai no prato. “Você pode optar por dois tipos de bandeja. Na bege, por exemplo, o volume de comida servida é menor, evitando inclusive o desperdício”, informou.

De acordo com o presidente do Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Cultural (INDESC), entidade responsável pela gestão do Bom Prato Jundiaí, Luiz Gonzaga Silva Nascimento, o especial Dia de São João ultrapassou a 1.500 pratos, a média do número de pessoas que se alimentam diariamente. Satisfeito com os elogios que os frequentadores faziam ao deixar o local, Nascimento frisou que “os almoços proporcionados em datas comemorativas é uma forma de prestigiar o público”.

Assista à matéria especial que a TV Jundiaí fez sobre a comemoração:

Confira as fotos:

Indesc

Indesc

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *